domingo, 19 de outubro de 2008

APENAS TESTANDO

anonimo disse...
ACENDAM A PROFESSORA OU FECHEM AS ESCOLAS. POIS QUEM NOS DEFENDERÁ DESSES PROTEGIDOS???? QUEM LEU ESSES TEXTOS ENTENDERÁ QUE ESTAMOS SOB UMA T U T E L A QUE FOI USADA POR UM GRUPO POLÍTICO QUE EXISTIU(?) OU AINDA HÁ ALGUNS SOBREVIVENTES DELES(POR INFELICIDADE A SELEÇÃO NATURAL EXISTE, MAS TAMBÉM A EXTINÇÃO É PARA SEMPRE) E ESPERO QUE FIQUEM POR LÁ. ALGUÉM JÁ ADIVINHOU QUAL É A TÉCNICA POLÍTICA. AGUARDEM A RESPOSTA.

5 comentários:

Scorpions-Wind of Change disse...

A técnica é: diminuir, tornar o ser execrável o suficiente p/ q não apareça quando crescer.
Seleção .
Abominação é abominar qualquer geração seguinte .
Entendi.
Execrar primeiro, selecionar depois.
Patriarcas bíblicos fizeram isso, nazistas e fascistas tb.
Agora a técnica é usada pela democracia(?)...
Que bom q estás a expressar-te.

Scorpions-Wind of Change disse...

O comentário acima é meu, postado de jeito errado.
Lesada câmbio.

Barbara disse...

"Acender a professora ou o professor...
Eles que se acendam, motivados que são pelo desafio.
Corajosos que são, de vivenciar este mesmo desafio.
Eles que se acendam.
Porque nunca, precisou-se tanto, do "fogo" dos professores como nos tempos atuais.
O fogo ,oriundo do atrito.
Atrito com alunos,com os "poderes"etc etc etc...

Mirse disse...

Muito bom! Vim parar aqui através da Bárbara, que tem muita coisa parecida comigo.
Acho que a Bárbara tem razão! Estamos vivendo na Terra de Ninguém. Educação sempre foi prioridade para um país, menos para o nosso, que sequer sabe formar professores, então ..."citabdo a filósofa Bárbara....ELES QUE SE ACENDAM"...

Bom esse blog...Gostei!
Parabéns!

Abraços

Mirse

julio disse...

Fechem-se as "igreijinhas"e
abram-se escolas; espalhem-se as "rodas",as lideranças espúrias,
as turmas se desenturmem, rasguem-se algumas bandeiras e elevem-se ao alto os verdadeiros pavilhões, os pendões éticos e morais limpos, que tão longe parecem ter ido se esconder, dessa gente!
Turbas ao desmanche, separando, sabotando para controlar... mas o quê? O que pensam eles que seja real e tenha valor infinito, nesse efêmero estágio de quase instinto viver?
Mas no fim só os sobreviventes e reais seguem em frente...
Pois a casca não afeta a essência, mesmo que deixe de protegê-la.
Nem o proletário ora no mais alto cargo político poderá dar o que não tem: o que não tem? aquilo que apregoa e jura batendo a mão no peito ter. Não. Não tem.